Afinal, o que é e para que serve esse tal de PROPÓSITO?

Afinal, o que é e para que serve esse tal de PROPÓSITO?

vitoria de samocracia2

A Vitória de Samotrácia, no museu do Louvre.

Você já se perguntou por que falamos tanto em propósito hoje em dia? Por que tantas pessoas tem buscado entender o seu propósito de vida? Por que as organizações tem se questionado sobre o seu propósito e essência? Por que tantos cursos, palestras e programas sobre esse assunto?

Chegamos a um momento da nossa vida em sociedade, em que precisamos nos reconectar com a essência da vida. Precisamos reaprender a ser simples, a partir de toda a evolução que conquistamos. Temos que simplificar a sofisticação. Temos que silenciar o barulho. Temos que acalmar o caos. Temos que ser verdadeiros conosco e com o mundo. Temos que aprender a ser livres e, principalmente, temos que exercitar o amor altruísta.

O lado luz das novas gerações é uma nova consciência de propósito, significado e essência. Isso tem pautado e influenciado as nossas práticas nos últimos tempos. Nunca antes na história houve tanto questionamento sobre a nossa forma de viver. Já chegamos no limite, precisamos ressignificar a vida.

Não tenho dúvida de que a chave para o desenvolvimento humano está na reconexão de tudo e de todos com o seu significado, com os seus reais motivos, com a verdadeira necessidade. Não dá mais pra existir sem consciência, sem consequência, sem responsabilidade.

Propósito é a real expressão de quem EU sou no Mundo. Significa me importar com os outros e medir as consequências do que faço, além das portas da minha casa. Significa contribuir efetivamente para um mundo melhor. É ser exemplo e ser autêntico. É honrar a minha biografia e o legado da minha família.

Sabe o que é mais interessante? Todos nós nascemos com um propósito de vida! Quando somos crianças sabemos o nosso propósito, mas não temos consciência sobre ele. O propósito está nas nossas brincadeiras de criança, na forma como interagimos com o mundo nos primeiros anos de nossa vida. Quando chegamos a vida adulta, nossa tarefa mais nobre é, ou deveria ser, redescobri-lo, só que dessa vez com consciência. Por isso é tão importante o autoconhecimento.

O propósito está quando o mundo para, quando meus olhos brilham, quando o tempo não é medido pelo relógio. Quando as pessoas se atraem por mim e pelo que estou fazendo. Quando trabalho brincando e brinco trabalhando. Quando faço e me divirto. Quando nada é um empecilho. Quando sou resiliente. Quando o universo conspira e ensina. Quando sou feliz.

Viver o propósito é criar e inovar. É tornar viável. Romper com o lugar comum.  Viver com toda a plenitude do meu ser. Influenciar as pessoas a serem melhores. Espiritualizar-me e amar profundamente. Acreditar.

O propósito sempre evolui. É busca constante. É movimento. Não é algo estagnado, parado, que uma vez que você descobre, fica satisfeito. Propósito é um questionamento que não para nunca. Quando você o encontra, ele evolui. Novas questões surgem. Ele fica mais complexo. E é assim que deve ser.

Quanto mais eu vivo meu propósito, mais eu sei sobre mim, sobre as pessoas, sobre as organizações e sobre o planeta, e de repente, eu descubro que nada sei sobre mim, sobre as pessoas, sobre as organizações e sobre o planeta, e começo tudo de novo. Não do zero, mas do cem, do mil, do milhão e nunca acaba. E é aí que está a graça. Que está a vida. Que está o motor que move tudo. Que transforma e cuida ao mesmo tempo.

Propósito tem a ver com doação. Um exercício de acalmar o EGO e colocá-lo no seu devido lugar. Precisamos aprender a ser coletivos e individuais ao mesmo tempo e com equilíbrio. Propósito é essência.

As vezes pergunto pra as pessoas: Qual é o seu propósito? Ouço respostas como: Ser Feliz, Criar meus filhos, Cuidar da minha família, Fazer o bem. Isso pra mim não é propósito. Sem dúvida são objetivos nobres e necessários, mas tem um quê de EGO muito forte. Precisamos ir além. Ter propósito comigo mesmo não é propósito. O propósito é maior e específico. O propósito é para o mundo.

Propósito pressupõe o EU consciente. A relação profunda com os outros EUs. A real expressão de talentos e paixões e o cuidado com o planeta em todos os aspectos (econômicos, sociais, ecológicos, culturais etc.). Para viver o propósito deve-se buscar um estilo de vida equilibrado que te harmonize e que te coloque em harmonia com os outros e com o planeta. É necessário um fluxo financeiro próspero, onde haja equilíbrio entre as necessidades individuais e a viabilidade coletiva.

Reconheço! Fazer tudo isso é muito difícil, mas vale a pena cada gota de suor.

Pra mim nunca fez sentido viver sem propósito e sem significado.

 

Raphael Rodrigues é um eterno curioso que leva a vida com muita leveza, alegria e obstinação por apoiar as organizações e as pessoas na conexão com seu propósito. Co-criador, Coordenador e Facilitador do Impulso Emerge.


4 comments

    • Viviane Araújo-
    • 5 de abril de 2018 at 20:36-
    • Responder

    Lindo texto amigo! Muito providencial para o meu momento. Roubartilhei… vou espalhá-lo aos quatro cantos ,3

    • Fabiana Villamarin-
    • 6 de abril de 2018 at 05:19-
    • Responder

    Texto profundo e verdadeiro… Viver sem propósito é como estar vivo, mas passar pela vida sem encontrar o seu lugar no mundo…. é existir sem Viver todo seu potencial!

    • Ana-
    • 7 de abril de 2018 at 17:23-
    • Responder

    O texto é bacana, mas é a Vitória de Samotracea, está ali para que? Só para chamar a atenção de pessoas como eu? :/

    • Oi Ana,

      A Vitória de Samotracea representa para nós uma imagem de liberdade e de olhar para o mundo, que todo propósito deve ter.

      Muito obrigado pelo comentário.

      Um abraço,

      Raphael

Leave a Comment